Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä

Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Visto-me com as cores do arco-íris, e desenho-te um beijo no poema.

Percurso


De que lume me apaguei
de que cinzas me ergui
de que esperanças ressurgi
com que água me lavei
com que lágrimas sorri
com que vértices me moldei?

A que janelas espreitei
a que estrelas me entreguei
no dia em que te vi?

Era Dezembro ou era verão
era sábado ou um dia qualquer
era do frio que te escondias
ou de mim sem eu saber?

Que percursos de gestos
que silêncios de névoa
que desenhos transcendentes
que flores por florir?

Nada começou
tudo estava no espaço do mistério
o coração não sabia da chegada da água
nem onde meter os caminhos
mas tudo era real e o coração batia.

Num dia ao por do sol a veia sangrou
e as mãos descobriram
como nasce a manhã.

efeneto*

23 comentários:

Victor Nogueira disse...

Olá
Agradeço o teu duplo abraço, que retribuo. E como desta vez me parece que sou o 1º duma longa lista de comentadores que se seguirá, deixo-te esta msg neste blog e não nos outros.
Gosto bastante do novo visual, pela sua claridade, despojamento e simplicidade. Não é que não gostasse do outro, mas era demasiado sombrio.
Tb gosto dos teus poemas e dos teus outros blogs.
Um abraço e vai deixando marca nos meus blogs, quando e se quiseres.
Com estima e amizade
VM

Victor Nogueira disse...

Bem, é sina
O Netscape foi abaixo e fui ao internet explorer. Neste aparece o grafismo antigo, mas não se ouve o marulhar das ondas. Ele há cada uma. Portanto os comentários ficam sem efeito, salvo para quem vir o blog com um visual diferente, como me sucedeu.
Abraço
VM

MEU DOCE AMOR disse...

Passei para ler.Venho mais logo com calma.

Belo,como sempre e diz tanto!

Beijinho de boa tarde:)

lua prateada disse...

poema lindo como sempre ...vindo do grito de um poeta nada mais se pode esperar...........
Esta tarde como nada tenho que fazer e por acaso esta frio vou aqui ficar a ouvir o teu mar que é o som que mais adoro...
Beijinho prateado com carinho
SOL

PS: Diverte-te no teu carnaval

Olhos de Mel disse...

Oie lindinho! O mais importante de tudo é que Deus lhe colocou no mundo, para colorir a vida com as cores do amor. Para levar palavras tão doces, versos tão lindos a todos os amigos.
Bom fim de semana!
Beijos

Sahmany disse...

Eu é que agradeço a oportunidade de fazer amigos assim como vc.
Amigos são importantes mesmo que virtuais. A honra é toda minha.
Bom final de semana, bom carnaval, ainda que ele seja bem sossegado e nada barulhento.
Abraço.

Simplesmente...eu* disse...

'' Voltou?... que pena... ''
Mas queres enganar quem? Bem sei o quanto ficas-te feliz pelo meu regresso, já estavas a sentir a falta das minhas palavras... ( convencida hehehe ) mas agora é que vais ter que me aturar...
Todos os dias...
Também já estas habituado no meio de tanta mulher, hehehehehehe.
Agradeço a tua amizade, sei que não é preciso mas é sempre bom ter amigos reais num mundo virtual.

Simplesmente...um beijo carinhoso e secalhar nem deixo...
Vieste com sarcasmos, vou-me embora sem te deixar beijo.
Xauuuuuuuuuuuuuuuu

GarçaReal disse...

O Mês...
O Dia...
A Hora....
Que importa?

Se te vejo
Se te vislumbro

Se te sonho
Se parto em busca do infinito
Se parto em busca do viver há tanto perdido?

A manhã nasce sempre
Dias há que nos acarreta um sonho...

É o desafio....

bjgrande do Lago e daqui

su disse...

De todos os elementos que habitam de qualquer modo a Natureza a voz que solta as letras, entre os dedos formando palavras, se deleitam neste céu brilhante de poema lindo que aqui abandonas...
Belíssimo.
Beijos em fio aqui da Teia.

Cöllyßry disse...

Bem moldado sentir,a cada manhã no renascer que a vida tem...

Sendo a mesma Cõllybry,mas renovando os votos de um belissimo ano de poemas de Seu sentir...

Parabens pelo ano

Doce beijo

Suave Toque disse...

Que msitério tem o céu?
Quemistério tem a terra?
Que mistério tem o mar?
Somos humanos, mortais, não temos respostas.
Lindo como sempre poeta.
Beijo de carinho.

Anónimo disse...

É tocante ver que poesia não tem tempo.
1980 parece hoje. 28 anos quando tinha esta idade achava que envelhecia sem ver que o tempo passava, aos 30 queria dar conta de tudo que havia deixado, agora quero seguir em frente.

MEU DOCE AMOR disse...

E no espaço desse mitério a água da cachoeira,feita beleza,fertiliza esses caminhos para as flores florirem.

Lindo o mar;)

Beijinho doce e um fim de semana em Paz

espelhodesombras disse...

Olá efeneto, das cinzas como Fenix, renasces dos versos, que como tuas mãos descobrem a primeira manhã.
Muito bom.
Grande abraço
João Costa Filho

BANDEIRAS disse...

Boa noite amigo,

Parabéns pela poesia, é sempre muito agradável ler os poetas.
abs

Maria Clarinda disse...

"Nada começou
tudo estava no espaço do mistério
o coração não sabia da chegada da água
nem onde meter os caminhos
mas tudo era real e o coração batia..."

No dia cinzento e frio de hoje...este poema e o marejar das ondas encheu-me o coração.

JInhos

Eärwen Tulcakelumë disse...

Meu Amigo

Da tua alma sempre há de brotar palavras belas!

Pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lavras que em meu mundo corre.

Eärwen

Sunshine disse...

Num dia de chuva, cinzento e triste é na tela de um pc que encontro a luz de palavras tão belas como as tuas.

É sempre gratificante ler-te e sentir as palavras ficarem gravadas na memória...

Um doce beijo neste final de domingo ... cheio com o sol da tua poesia

Suave Toque disse...

"Por vezes encontramos pessoas pelo caminho percorrido de formas mais inusitadas, e as guardamos de forma muito especial em um lugar mais especial ainda. Cada comentário deixando em "O Milagre da Vida", direcionado a mim e ao meu filho me emocionava, um carinho especial deixado em forma de palavras de lugares próximos, outros de lugares bem distantes. O carinho que venho retribuir também em forma de palavras pode até ser de um lugar distante, mas acredite, posso estar ai ao seu lado, torcendo por você a cada dia.
Obrigada pelo carinho e pelo suave toque da sua visita.
Um grande beijo e uma boa semana."

GarçaReal disse...

Mais uma semana a começar...

Que seja passada o melhor possivel!

bjgrande do lago

ecos disse...

Saudades do " Grito do Poeta"!!

Nesta ausência... senti a falta do mundo que é também o meu!

O PALAVRAS AO VENTO... já não existe!

Iniciei um novo blog... onde derramarei também o meu grito!

http://ecosdepalavras.blogspot.com/

Bom inicio de semana.

Beijos com carinho...

Maria

Anónimo disse...

mais uma semana e aqui estou eu paar te ler e para te desejr tudo de bom . eu nao gosto muito do carnaval ,ms a pedido dos sobrinhos fiz um poema de carnval se kiseres passa por cá
bjo e boa semana
crla granja

Oliver Pickwick disse...

Descobriste, além de abri-la, a Arca da Aliança, ao escrever este poema. Apenas os iniciados não sucumbem aos seus segredos.
Abraços!

Seguidores

Creative Commons License Esta obraestá licenciada sob uma Licença Creative Commons.