Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä

Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Visto-me com as cores do arco-íris, e desenho-te um beijo no poema.

Nostalgia...

Sonhos trémulos e distantes,
ideias dispersas,
tons violeta de mágoa,
esperanças que se apagam
num murmúrio incolor,
eis o meu horizonte!

NOSTALGIA

nota perdida de uma rima
que o despertar das aurora
inspirada, me roubou.
Alheio há minha dor
interrogo a realidade
numa ânsia mistificada
de renascer,
que uma vontade perene
abraça insensível.
*
efeneto

27 comentários:

Sunshine disse...

..... esperanças que se apagam num mundo incolor, eis o meu horizonte"

Poeta !! A esperança nunca se apaga e as cores estão sempre presentes ... embora por vezes a Nostalgia torne o horizonte um pouco sombrio.

Em ti reside sempre um renascer continuo e sempre belo ... em que a magia das tuas palavras dão cor á vida ....

Beijo com muita amizade.

Luana disse...

a noite veste o seu manto prateado de estrelas, cobre os nossos sonhos com omanto invisível da saudade e brinda-nos com a nostalgia que ilumina o seu sentir até o despontar da aurora...

um beijo doce

GarçaReal disse...

A vontade de renascer, de apagar a nostalgia que queima a alma e nos obriga a caminhar em tapetes de ansiedade e de espera por algo que nunca chega.
Algo que vive no mundo do infinito, do intocável.

Belo

bjgrande do lago e outro daqui

Secreta disse...

Não julgues a esperança apagada , pois que ela nunca se apaga , fica apenas por vezes mais "escondida" .
Beijito.

espelhodesombras disse...

Olá Efeneto, realmente a distancia do amor e a nostalgia, são caleidoscópicamente tristes.
Lindos versos.
Grande abraço
João Costa Filho

Paula Raposo disse...

Não tenho tido muito tempo para visitas, mas tu sabes que eu gosto de te ler. E que te agradeço o não te esqueceres de mim!! Muitos beijos.

Bia disse...

Estou de volta, meu querido! Apreciando cada momento vivido com uma ternura nova, um entusiasmo diferente, agradecendo o milagre da vida!

Atualizei a leitura e me encantei com os seus novos poemas e imagens. Cada dia mais a sua alma resplandece na beleza da poesia! Cada palavra, cada verso, nos traz a profundidade de seus sentimentos. Adoro ler o que você escreve com tanta emoção!

Fica um sorriso e um beijo brincando de ciranda no seu coração!

efeneto disse...

SunShine...côr á vida...é o que necessitamos...um beijo.

Luana...obrigado pelas palavras. beijito.

efeneto disse...

GarçaReal...este foi um pouco para si.

"apagar a nostalgia que queima a alma e nos obriga a caminhar em tapetes de ansiedade..."

Um comentário feito poema...obrigado. beijo terno de amizade.

Arco-íris disse...

Esperança que se apaga,distância que teima em não ficar mais curta.
Nostalgia que não nos deixa vêr para alêm das sombras...

beijos...muitos

efeneto disse...

Secreta...
toda a razão...vamos viver...beijo.

EspelhoDeSombras...
Obrigado amigo, as mesmas palavras para si...Abraço.

efeneto disse...

PaulaRaposo...
Claro que entendo o que não invalida de um simples "olá"...já lá irei...beijo.

Bia...
ainda bem que regressou...irei lá concerteza...beijito.

Arco-Iris...
...temos que nos desviar delas...beijo de amizade pela visita.

São disse...

Vim matar saudades...
Fique bem!

BANDEIRAS disse...

Boa tarde,

Poeta amigo, a saudade é que maltrata a alma e o coração da gente.
bjs

efeneto disse...

São...
venha sempre...estarei aqui...beijo.


Bandeiras...
verdade pura a sua. Mas por vezes faz bem...abraço.

Oliver Pickwick disse...

Não há vontades perenes, prezado poeta. Perene, mas só por algum tempo, o que sem dúvida é uma contradição. Mas não há contradições no amor? Então não há abraços insensíveis que resistam por muito tempo à força do sentimento do amor.
Abraços!

MEU DOCE AMOR disse...

Um beijo

luar perdido disse...

Obrigada pelo seu convite, aqui estou e creia que voltarei se mo permitir claro.
Digamos que "dei um giro" por este espaço em que verdadeiramente um poeta grita. Parabens! Gostei imenso do que li. Reafirmo o meu comentário. Belas as palavras de uma alma que se entrega.
Temos todos uma asa para voar, um cavalo alado para percorrer o sonho e uma alma para beijar a vida. Renasça a cada dia como phoenix no meio das cinzas, jamais deixe de gritar.

Beijinho em raios de luar tecido

lua prateada disse...

"Tons violeta de mágoa"...
Amigo..........estive a ler os que ainda não tinha lido e, que dizer minhas pobres e singelas palavras, proferidas assim, nunca teriam a imensidão de tudo o que escreves...
Um beijo deixado cair lá da lua só para ti...
Beijinho prateado com muito carinho
SOL

efeneto disse...

Oliver Pickwick...
São de certa medida as contradições do amor e da vida...Abraço. (puxa, tenho que lá ir!!)

MeuDoceAmor...
outro...

LuarPerdido...
claro amiga, sempre que queira gritar...beijito de boas vindas.

efeneto disse...

LuaPrateada...
Olá, tu por aqui....
Olá então como vais....
Ainda tens direito a um beijo...

fotógrafa disse...

Intensamente...belo!!!
Abraço

Suave Toque disse...

Olá, nostalgia, saudade, saudade inclusive das coisas que nao pude e nao posso viver.
O desejo de renascer para uma nova vida, criando novos mundos.
Como sempre o grito do poeta nos presenteia com belas palavras.
Beijo de carinho

LuzdeLua disse...

nota perdida de uma rima
que o despertar das aurora
inspirada, me roubou

Que lindo amigo, coisas que só podem surgir de um lindo coração.
Deixo-te um abraço afetuoso.
Bjs

efeneto disse...

Fotografa...
Um beijo pelo carinho.

Suavetoque...um pouco de saudade faz bem á alma...mas pouca. a vida é em frente....beijito.

LuzDaLua...
Obrigado pela sua sempre simpatica visita...beijito.

Olhos de mel disse...

Oie lindo poeta! Descreveu a nostalgia em lindos versos... Mágicas palavras. A vida se renova e precisamos aprender a renascer, a cada morte emocional. Nem sempre conseguimos, mas acreditar é preciso!
Beijos

ana poeta. disse...

Efeneto.


Um nostálgico poema que nos banha c seus monocromaticos sentimentos que fugidios permanecem no imaginário.

Beijos Poéticos.
;**

Seguidores

Creative Commons License Esta obraestá licenciada sob uma Licença Creative Commons.