Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä

Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Visto-me com as cores do arco-íris, e desenho-te um beijo no poema.

Conter a respiração

Mergulhar neste mar
Para ver pirilampos marinhos
Como estrelas vivas
Penduradas no céu aquático
Desfazendo em oxigénio líquido.

Fazer amor com uma sereia
Num leito de algas
Para ouvir a sua voz,
Ou o murmurar das marés
Como música subterrânea.

Mergulhar com uma nudez feminina
No movimento da água livre.
Lento e límpido
Sem a pressa quotidiana
Para nos braços da corrente
Entregar a minha força
Na tentativa
De afogar qualquer coisa de impuro.

Mergulhar na submissão marítima
Em bolhas de ar esverdeadas
Como bolas de cristal minúsculas
Onde apenas se adivinha o presente
Na respiração contida.

Numa homenagem privada a um Neptuno de pedra
Vestido de musgo, pérolas e lágrimas
Com o sal amargo no rosto
Esperar a explosão dos pulmões.

E na minha vontade submersa
O arrependimento do meu acto
Recordarás, recordarás tudo.
“TUDO O QUE ESQUECI”
efeneto

23 comentários:

carla granja disse...

que lindo poema ,amei de verdde e fiquei a sonhar nesse mar o murmurar,a musica o fazer amor na agua k é tao bom :) só nao posso é conter a respiração pq morria logo :)
tenho asma e nao posso ficar a fazer essas loucuras :) mas é lindo imaginar um mergulho a dois ,dois corpos unidos num grito de amor :)
bjo
te espero
carla granja

Simplesmente...eu* disse...

Mostra a noite o seu brilho...
nas águas cristalinas do pensamento, palavras deslizantes, no sal penetrador do mar!!

Simplesmente...um beijo carinhoso

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Um doce e lindo poema, onde canta sonhos, desejos reprimidos, arrependimentos... no fundo, devaneios nostálgicos, um amor...
Beijos

manuela disse...

Um mar de sentimentos...onde a nostalgia se afoga em mágoas poéticas... beijos...

Sunshine disse...

Mergulhar nas tuas palavras é sempre um prazer . . . nelas encontro sempre uma beleza e um sentido que tocam fundo em minha alma.

Escolha perfeita do som que as acompanha.

Beijos

MEU DOCE AMOR disse...

Lindo Efeneto.Adorei.

Esse arrependimento...se fizeste algo...deixa para lá.Passado é passado.O que conta é o presente.Vivê-lo com toda a Luz.

Um beijo grande e doce:))

MEU DOCE AMOR disse...

Agora meto-me contigo:

Por onde andais senhor do Planalto Beirão?Desbravando terras?

Espero-vos com o meu cavalo à entrada dos Montes Hermínios.

Andei no outro aos tiros.Eu tenho que dar cabo daquilo e chegar aos 100 e acabou-se.Não é que gostei da brincadeira?Tenho pena dos coelhitos.Tadinhos!

Eheheh!!

MEU DOCE AMOR disse...

Efeneto vai lá ver.Fiz 100 ehehe!

Beijos

MEU DOCE AMOR disse...

Dá para ver?

Qual é a pontuação máxima?

MEU DOCE AMOR disse...

99?

No cemitério?

Qual quê!

Eu fiz 100 ,ouviste?

Bem!Devias lá ter um contador!

Olha que levo muito a sério estas coisas.

MEU DOCE AMOR disse...

O T2 tem hidromassagem?

Sofro de bicos de papagaio.Preciso de uma ehehe!!!!

MEU DOCE AMOR disse...

E joanetes e panarícios

MEU DOCE AMOR disse...

Ao ler outra vez o teu poema,dizes "tudo o que esqueci".

Também às vezes sinto isso.Esqueço.

Um beijinho doce e uma boa noite.Dorme bem:)

MEU DOCE AMOR disse...

Bom dia.Hoje faz frio.Nunca mais vem o Verão.

Beijinho

GarçaReal disse...

A beleza de um poema no seu esplendor...

Esta acto de amor com uma bela ninfa em águas limpidas e profundas a demosntrar a nobreza de tão grande sentir.

Belo grito Poeta.

Obrigada pela outra beleza feita poema e deixada a flutuar em minhas àguas.


bjgrande

Rosa Maria disse...

Contenho eu a respiração qd mergulho suavemente no teu mar de palavras...recupero a tempo de me lembrar que preciso de respirar para poder continuar a ler-te, hoje...amanhã...
Fica um beijo

MEU DOCE AMOR disse...

Passo para desejar um bom fim de semana.

Um beijinho doce querido Efeneto e obrigada pelas tuas lindas palavras.

Eärwen Tulcakelumë disse...

" E na minha vontade submersa
O arrependimento do meu acto
Recordarás, recordarás tudo.
“TUDO O QUE ESQUECI"..."

Continuas a brindar com sentimentos lindos aos que te vem visitar
Casa onde sentimos o carinho emanar sempre em doces palavras
Versos cheios de amor , de cor ... por vezes alguma dor...
Mas que sempre explodem em rimas
No Grito do Poeta !

As vezes andamos arredios, insones ... às vezes precisamos de palavra amiga, de uma mão que acalente para nos tirar desse “ misterioso” vale de sentimentos.

Pérolas incandescentes de carinho amigo, sempre.

Eärwen

Luz&Amor disse...

Uma alma tão linda amigo, com tantos quereres. Deixa que a vida transborde como esta alegria tamanha que tens no coração. E que viva intensamente. Mesmo que seja no fundo do mar, há sempre um bom lugar para sonhar.
É uma delícia estar por aqui.
Beijos com carinho
Bjs

Joseph disse...

Collybry (Ao grito do poeta)
Olá

Absolutely fantastic.....

Arrependimento?...Nos meandros das nossas vidas acontecem tantas coisas...

Peace and love.

Beijinho doce

Joseph disse...

Efeneto,

Se fiz confusão no comentário anterior, a `César o que é de César.
Bravo.

(Pensei que fosse poema da Collybry)

Um abraço

Rui Caetano disse...

Poema muito interessante. Não importa que nos arrependámos do que fizemos, o importante é não nos lamentarmos do que não fizemos.

Katia disse...

Gostei de tua poesia
este mergulho de mulher é muito profundo e especial
Poucos homens têm a coragem de reconhecê-lo e menos ainda de descrevê-lo.
vc chegou perto. parabéns

Seguidores

Creative Commons License Esta obraestá licenciada sob uma Licença Creative Commons.