Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä

Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Visto-me com as cores do arco-íris, e desenho-te um beijo no poema.

Eu não...

Eu não tenho muito.
Tenho quase nada.

Só a sombra do meu corpo sobre a estrada,
Galhos secos e pó de esquina.
Eu só tenho becos e perguntas,
Reboliços descontínuos,
Coisas poucas, quase nada.
Eu não tenho fio nos versos
Mas também não sei dos outros universos
Que carrego em paralelos.

Eu não tenho elos nem correntes,
Os meus fantasmas sempre foram diferentes.
Eu não tenho ilhas nem tesouro,
Nem lugar em casa para desaforos,
Nem espaço para lamentos.

Eu não tenho vento que me agarre,
Nem diabo que me aguente.
Eu tenho convites e chamo por ti.
Eu só tenho pouco tempo,
Mas posso esperar por ti.

Se não demorares mais que a vertigem
E os limites porque daqui a pouco é outro dia.
E eu tenho vontades vadias, recusas e teimosias.
Tenho gestos sem padrão
E metades de giz traçadas pelo chão.

E não compro o que toco,
Não pago pelo que vejo,
Nem suplico coisas vãs.
A minha alma e a minha culpa dormem juntas
E nunca aprendi a rezar entre os lençóis
Nem a pedir de olhos fechados.


efeneto*




18 comentários:

Eärwen Tulcakelumë disse...

" Eu não tenho elos nem correntes,
Os meus fantasmas sempre foram diferentes..."

Gostei, como sempre de tudo que você faz. Sempre com alma, sentimento.

Pérolas incandescentes de carinho.

Eärwen

Marrie disse...

Pelo q li tens tudo: liberdade de pensamentos!!! Assim.... tens todo o resto!

bjs

Eärwen Tulcakelumë disse...

Um vôo especial, uma pérola incandescente de saudade.

Eärwen

MEU DOCE AMOR disse...

Tens a ti e tens tudo e a mim que te venho dar um beijo assim e assim:))e adoro e adoro e adoro e adoro e adoro a MÚSICA!Bem bom entrar aqui e ouvi-la logo e ler-te.

Lições de história antiga?Então temos que começar assim:

Era uma vez os deuses que desceram das estrelas e aterraram na planície verdejante do Sara...

Pode ser? Hummmm....a comunidade científica ainda me dá o arroz:))))

Beijinho doce e com luz

Josse disse...

minha alma e a minha culpa dormem juntas
E nunca aprendi a rezar entre os lençóis
Nem a pedir de olhos fechados.

Quantas coisas intrínsecas em frases bem compostas. Maravilhoso como sempre né amigo.
Que música linda. Tudo perfeito.
Beijinhos e bons desejos à ti.

poesiadaspiramides disse...

Não somos nada
Nada somos
Só pó da das estrelas dispersas no firmamernto
ji

efeneto disse...

*poesiadaspiramides*
...somos partículas que vagueamos por aí...gostei da sua visita, volte sempre...beijo.

*josse*
...volte sempre pois suas palavras fazem sempre falta...beijo.

*meu doce amor*
...se for de caril ou "cabidela" gosto, (risos).Já fui dar a resposta...beijo.

*marrie*
...e tendi você como visita ainda melhor...beijo.

*Eärwen Tulcakelumë*
...e eu gosto sempre da sua presença e palavras...beijo de amizade.

MEU DOCE AMOR disse...

De caril...gosto.Aliás de toda a comida indiana,desde muito novinha.A cabidela,não.Por causa do sangue.E o que sofre o bichinho até morrer.Cuidado com a adrenalina que o referido liberta.Estou afalar do galo ou galinha.

Beijinho doce e obrigada pela visita.

Olhos de mel disse...

Que lindo! A liberdade de pensar realmente deve ser valorizada. Mas adorei "Eu tenho convites e chamo por ti. Eu só tenho puco tempo, mas posso esperar por ti. Lindo! Amor, emoção...
Bom fim de semana! Beijos

MEU DOCE AMOR disse...

Adrenalina é um ovo fêmea.Vai dar ao mesmo.Só se sabe quando o pintainho sair.Aí vê-se se é menina ou menino.Se for menino, é porque era ovo.Se é menina é porque era adrenalina.:)))) que riso!!!!!

Beijocas

MEU DOCE AMOR disse...

De uma cajadada matas dois coelhos(salvo seja): arranjas uma indiana que saiba cozinhar comida indiana e depois convidas-me para comer Ginga Massala.Hummm....nem sabes como é bom!Vicia.Quando comeres não queres outra coisa.Estou a falar do Ginga Massala(prato indiano)Depois venho-me embora e ficas aí com tua indianita gira.

Beijinho doce e amigo:))))

MEU DOCE AMOR disse...

Pintainhos dos outros(gay)...a galinha sofria do mal provocado pela cabidela(rindo)por isso há que ter cuidado com a cabidela.

bjinhos

Conclusão: deixem o caril prosperar!

MEU DOCE AMOR disse...

Efeneto: obrigada por este bocado.Um beijo arqueológico...temos que pensar no futuro da arqueologia.Portanto que haja beijos históricos.E quem sabe se não se descobre...é verdade: de onde terão vindo os beijos?Será que também vieram das estrelas?Se calhar...

Beijinho doce e amigo e dorme bem:)

Eärwen Tulcakelumë disse...

Em meu vôo vim dar-te uma pérola incandescente em forma de beijo.

Eärwen

lua prateada disse...

Amigo!...é tarde...passei para mais uma vez te dizer que está..."TU"...e também para te desejar um bom fim de semana...Beijinho com carinho da
SOL

simplesmente...eu disse...

...amigo, com alguma falta de tempo, mas nao podia deixar de passar para te ler...
...tu tens tudo...
Simplesmente...um beijo amigo

Maria Clarinda disse...

"...Eu n�o tenho elos nem correntes,
Os meus fantasmas sempre foram diferentes.
Eu n�o tenho ilhas nem tesouro,
Nem lugar em casa para desaforos,
Nem espa�o para lamentos."

Un jinho carregado de carinho

Luz & Amor disse...

Passando pra te dar bom dia e deixar aqui bons desejos.
Beijinhos

Seguidores

Creative Commons License Esta obraestá licenciada sob uma Licença Creative Commons.