Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä

Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Visto-me com as cores do arco-íris, e desenho-te um beijo no poema.

Crónica de um espelho...

[...] "Acordei assim, perfumado da festa. Sem ressaca, sem dor. Um acordar terno como há muito não me lembro ter (...) Não quero tocar-me, não tenho ninguém para me mostrar. Excitado, nu, ocupando a cama. Hoje não estou com essa vontade. Queria uma mulher, qualquer.Queria aquela na qual me reflecti ontem.Necessidades do corpo. Obrigatório levantar. Antes fosse tesão, mas é xixi como é normal. A idade leva a isso...Mato a maldita que virou o espelho para cá!A coisa pior que pode acontecer é ver-me acordado...apenas porque não consigo ver-me. Mas no fim de conta, gostei. Levantei dali directo para o chuveiro. O espelho estava no caminho. Nu, pernas inchadas — quem me manda dançar a sonhar!? — Cara de uma barba por fazer. Mais próximo pude ver os olhos escurecidos pela vida, borrados de solidão, os cabelos desfeitos... desencontrados... desalinhados. Nada consegue fugir a uma manhã solitária. As mulheres quando vão ao espelho costumam encontrar rugas, peitos caídos, cus estriados, coxas de celulite, inconformidades etárias, plásticas mal feitas. Eu não consigo encontrar nada disso. Nem sombra ou parecido. Isso nunca me incomodou. Sou virgem deste espelho. E eu que não me aprecio, apenas enxergo nos outros os reflexos que gosto.Sinto falta de partos que jamais farei, apenas porque não posso. Sou pai de filhos que alguém pariu, não nasceu. Pai de mim. As mãos queriam-se mais sugadas, mais usadas, mais negras da vida. Faço nelas a ausência de mim mesmo. Queria ser magro para ter menos dores a sofrer. Gordo para suportar melhor a angústia.As minhas verdades, pavorosas, são descobertas nos outros olhos, nunca nos meus.Quem sabe se perco a alma se me encontrar no espelho? Quem sabe, fugindo sempre para fora?Não sei me ver sozinho, acho que nunca soube. Desta carente solidão onde acabei por me aprisionar no reflexo de meu espelho".[...]

7 comentários:

GarçaReal disse...

Como está negativa a tua auto estima...Vamos virar para a positiva
um estado de espirito tão degradado,e dar um pontapé na maldita solidão.

Bj

GarçaReal disse...

Sim há uma tristeza disfarçada...
Solidões escondidas...Por isso fiquei por aqui a ler...reli-me?
Talvez...
bjs

my_feelings disse...

Não importa do que é o mundo
O importante, são os teus sonhos...
Não importa o que tu és
O importante é o que tu queres ser...
Não importa onde tu estás
O importante é para onde tu queres ir...
Não importa o porquê
O importante é o querer ...
Não importa tuas mágoas
O importante mesmo, são tuas alegrias...
Não importa o que tu já passas-te
O passado guarda na sua lembrança ...
Não vejas; apenas olha...
Não escutes; apenas ouve...
Não toques; sente...
O mundo é um espelho;
não seja apenas um reflexo
Só acreditando no futuro tu conseguirás a paz para alcançar teu sonhos...
Afinal, o que importa ?
Tu importas ...
Sê forte e ultrapassa esse momento. A vida é bela, basta querer-mos.
Beijinhos e até breve.

O Sentir dos sentidos disse...

Meu Querido Efeneto,
Neste teu espelho só mesmo consigo ver...atráves dos teus escritos...sentimentos de profundo pensar e sentir.Eu que já tanto gosto do que escreves, fico perdida em reflexões em cada leitura que te faço.E te leio...te leio...releio...

Lindo!!!!!!!......Adorei!!!!!!
Beijo consentido,

MEU DOCE AMOR disse...

Passei aqui e gostei muito do que escreves.Muito sentido.Eu senti.

Beijinho doce

Maria Clarinda disse...

Ops, acho que a tua tristeza que reflectes neste texto,irá embora se olhares a foto que é tua também no meu post e descansares...deixando-te levar calma.
Jhs mil

Um Momento... disse...

Também me olho ao espelho...
Mas ao contrário de ti... procuro as coisas boas que há em mim...
Logo... já encontramos as mais tristes...
Procura agora as alegres... as que te farão sorrir...
Um beijo Amigo
E um sorriso(*)

Seguidores

Creative Commons License Esta obraestá licenciada sob uma Licença Creative Commons.